quarta-feira, 5 de março de 2008

Triângulo amoroso: Enxadrista, Clube e Federação

Uma mudança no Regulamento Geral da Federação Cearense de Xadrez no que diz respeito ao Campeonato Cearense de Xadrez por equipes despertou para a discussão de um tema interessante, inclusive motivo de enquete neste Blog: "Os enxadristas devem ter participação restrita a vinculação com os clubes?". Atualmente qualquer pessoa pode participar de qualquer evento oficial dentro do Ceará, salvo algumas restrições aos campeonatos que definem os títulos estaduais. Qual a sua opinião sobre esse assunto? Você acha que os enxadristas devem se filiar aos clubes e a partir destes terem o direito a participar das competições oficiais?

Outra questão interessante e que tem uma ligação com o assunto ora proposto é a vinculação simples com os clubes e a Federação, ou seja, os jogadores seriam identificados no cadastro geral da Federação através dos seus clubes ao invés de ser através da cidade onde residem, como acontece hoje.

Estas são questões muito importantes e que devem ser bastante discutidas no meio enxadristico. A sua opinião pode trazer uma mudança de cenário. Participe, deixa aqui a sua opinião sobre esse assunto.

10 comentários:

  1. -----------------------------
    Muito legal este espaço. Parabéns Fernando e Marcius.
    -----------------------------
    Caros amigos,

    Antes de dar minha opinião, gostaria de parabenizar o amigo Fernando pelo sucesso do xadrez cearense em 2007 e a grande perspectiva de melhoras em 2008.

    Bem, sou a favor do incentivo à criação de clubes de xadrez, porém sou totalmente contra no que diz respeito à obrigatoriedade do enxadrista de ser filiado a algum destes clubes pra ter o direito de participar de eventos oficiais.

    Eu, que sou um dos enxadristas cearenses mais assíduos, posso afirmar que em quase 100% dos torneios aparecem enxadristas que vão jogar seu primeiro torneio, sem conhecer nada ou ninguém do meio. Já pensaram no constrangimento que este cidadão passaria na hora da inscrição, sem pertencer a nenhum clube?

    Acho isso muito “impopular” (como diria amigo Dr. Eron Mendes).

    Outra questão é em relação às mensalidades dos clubes. Nem todos podem pagar.

    Sou a favor da cobrança de uma mensalidade, desde que este clube tenha pelo menos uma sede. Senão não faz sentido pagar.

    Apenas uma opinião do humilde amigo Aloísio.

    Abraço a todos.

    ResponderExcluir
  2. Compartilho da mesma opnião que o Aloisio.

    Axo ridículo ter que exigir que determinado cidadão seja filiado a algum clube para que possa participar de algum torneio por equipes. Eu mesmo não sou filiado a nenhum.

    Porém acho de fundametal importância que o cidadão tenha algum vínculo com sua equipe, tipo ser do mesmo bairro, mesma escola ou faculdade, mesmo trabalho, estar representando o nome de um clube ou pelo menos fingir que está representando algo. Para não acontecer de aparecer nomes de equipes esquisitos como aconteceu no último por equipes.

    Fazendo isto acho que o torneio seria mais apresentável.

    ResponderExcluir
  3. Amigos sou a favor que enxadrista seja filiado a um clube sim. São os clubes que decidem quem será o presidente da FCX, quem pagam os registros de torneios, quem são chamados na hoira apresentar alguma modificação sobre o cadastro de jogadores da cidade onde pertencem e assim por diante.
    O nosso clube tem sede, paga anuidades CBX para alguns dos seus sócios e tal. Agora o que eu acho é que nós presidentes de clubes deveríamos reunirmos pelo duas vezes ao ano para discutirmos sobre o andamento da administração do presidente da FCX, elaborar propostas sobre modificações em regulamentos, taxas, realização de torneios etc... etc.
    Quanto a jogador novato em torneios... não acredito que ainda exista enxadrista no estado do Ceará que não saiba da existencia de clubes, seja em sua cidade ou na cidade vizinha. Não existe cidade com apenas um jogador, portanto onde houver mais d umjogador, que fundem um clube. Não esqueçam, os clubes têm força e poder é só nos unirmos!
    "TEMOS O VOTO"

    ResponderExcluir
  4. Tomando a idéia do Anônimo de que os clubes oficiais são benéficos a federação, nada impede de haver alguma regalia ou isenção para equipes formadas a partir de clubes.

    Mas vetar o direito do Enxadrista de participar de um torneio por não ser filiado a nenhum clube???

    A obrigatoriedade de filiação a um clube para se jogar um torneio é vetar o direito e liberdade do cidadão enxadrista de fazer do tempo livre e dinheiro dele o que quiser.

    O xadrez é livre e o meu clube são meus amigos, a Internet, os meus livros, o Cefet... Meu clube é o mundo. =)

    ResponderExcluir
  5. Perfeito Igor.

    Desculpe-me o pessoal dos clubes, mas não faz sentido mesmo, esta "OBRIGATORIEDADE".

    Aloisio

    ResponderExcluir
  6. Fernando,

    Aqui no Rio Grande do Sul não há essa obrigatoriedade, e há também esse tipo de discussão. Mas creio que a obrigatoriedade é algo complicado.

    Em torneios por equipes até justificaria a obrigatoriedade da representação por clubes, como estímulo a competição e desenvolvimento destes, mas nos torneios individuais torna-se complicado, muitas vezes a associação a um clube pode ser relativamente cara (um clube para ter sede tem custos, aluguel, luz, água, esse custo é coberto em parte pelas mensalidades e em parte por apaixonados que acabam por fazer doações)e muitas vezes não há clubes próximos aonde se mora (no caso do Ceará, há em torno de uma dezena de clubes para muitas dezenas de municípios).

    Além, disso me incluindo nesse caso específico, o Ceará é um grande exportador de cearenses, a vedação de participar não-filiados a clubes em torneios impediria a participação nossa, assim como impediria que bons enxadristas de outros estados em visita pelo Ceará participassem dos torneios.

    Saudaçõe,
    Ernesto

    ResponderExcluir
  7. Boa Ernesto.

    Essa "obrigatoriedade" está me soando como um "toque comercial", o que não é nada bom para o xadrez.

    Aloisio

    ResponderExcluir
  8. Num campeonato por equipes o clube não é o mais importante, mas sim o vínculo entre os integrantes da equipe, como ser do mesmo colégio, mesmo trabalho, bairro, jogadores do mesmo barzinho, etc.

    Para que na hora do torneio eles representem alguma coisa. Por Ex.: Equipe da Escola Maria Ester x Equipe do Bairro João 23 x Equipe do Bar do Pintobeira x Equipe de Alunos e Ex-Alunos do Cefet (nessa ai eu to dentro hauhauahauh...)

    Assim se teria um conhecimento melhor dos diferentes ninchos de xadrez existentes em Fortaleza, e se evitaria de formar equipes "DreamTeams" da vida.

    Já os clubes devido a quantidade maior de jogadores poderiam entrar com várias equipes tipo Equipe 1 do Lance 23 e Equipe 2 do Lance 23 sem problemas...

    ResponderExcluir
  9. E eu to doido com essa falta de democracia desse blog que o cara tem de esperar aprovação do comentário para postar... Tira isso Fernando... =/

    ResponderExcluir
  10. Caro Igor,

    Desculpe-me a "falta de democracia", não é que eu seja anti-democrático, muito pelo contrário, mas no caso desse blog, que permite os comentários de anônimos, não posso correr o risco de algum "gaiato" usar este espaço DEMOCRÁTICO para ofender alguém ou usar o anonimato como escudo e dizer o que não diria mostrando a cara. Eu não vou deixar que aqui aconteça o que acontece no orkut e as pessoas sejam ofendidas por anônimos. Mas esteja certo que todas as opiniões, mesmo que eu não concorde com elas, serão publicadas neste blog, desde que elas não tenham o teor ofensivo ou desleal. Um abraço garoto, e continue postando suas mensagens, elas são muito interessantes, muito embora eu não concorde com algumas delas. :)

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...