domingo, 10 de junho de 2012

Tal Laroca : Deschapelado e perigoso

Assim como a força de Sansão estava nos cabelos, cheguei a desconfiar que a força de El "Tal" Laroca estava no chapéu. Isso mesmo, no chapéu. Em uma pesquisa realizada nos meus aquivos descobri que quando Laroca detonava seus adversários, ele estava de chapéu. E o esquema era o seguinte:
Chapéu preto para jogar de brancas
E chapéu branco para jogar de negras
Minhas suspeitas aumentaram quando no final do ano passado ele passou a jogar sem chapéu e as partidas não foram tão brilhantes assim. Como, por exemplo no Memorial Capablanca. E no início deste ano ele voltou a usar os chapéis para o desespero dos adversários.
Laroca jogando de negras (e chapéu branco,claro) na Final CE de rápido
Mas minha hipótese foi por terra no Memorial Chico Alves. Vejam o que ele fez e sem chapéu (comentários no visor). Parafraseando Tal, podemos dizer que agora existem três tipos de sacrifícios: Os corretos, os de Miguel Tal e os de Laroca.

Nesta primeira partida Laroca além de mostrar todo o seu destemor em crucificar uma peça, ele mostra também todas as suas habilidades de simplificação a la Capablanca.


Nesta segunda partida, Laroca exibe toda a sua psicologia no xadrez.

5 comentários:

  1. Muito bom ver as partidas do mestre Álvaro. Muitas vezes saio do meu tabuleiro e vou lá do lado dele, esperando um movimento agressivo. É milongueiro esse tal de Laroca!

    Destaque também para a partida dele com o Alan Kardec no mesmo torneio. O Alan Kardec conseguiu vencer a partida por ajuda de um poder espírita. Só pode!

    Abraço Tal Laroca!!

    ResponderExcluir
  2. Com todo o respeito ao dono do blog e ao enxadrista Álvaro Laroca, essas partidas mostram apenas o quanto nosso xadrez ainda é deficiente...
    Dois sacrifícios errados (especialmente o da primeira partida) estão sendo aqui enaltecidos como um "estilo agressivo"... Porém, cabe lembrar que os GMs essencialmente táticos eram infinitamente mais precisos em seus lances.
    As partidas acima só mostram o quanto os seus adversários apresentaram jogos frágeis, com respeito aos enxadristas que o enfretaram. Cabe ressaltar que as posições dos oponentes do "Tal Laroca" foram superiores em praticamente toda a partida, quando cometeram algum tipo de erro que foi crucial para sua derrota. O que me deixa mais impressionado (ou desapontado) é que essas partidas se deram num torneio pensado, o que deveria reduzir drasticamente os lances ruins. Como posso achar louvável uma partida vencida após 17... Ce7???? Nesta posição, 17...f6 ou 17...Cfxd4 mantinham a posição das negras muito superior, além de outros lances não tão bons, mas que mantinham vantagem para as negras. Na primeira partida, o lance 16.g4? até agora me parece inócuo, visto que o simples 16...Cxg4 resolve o problema, visto que após 17.Dxg4 Txe2 as negras possuem enorme vantagem, ou ainda 17.Cg3 Cgh6! e as brancas não tem mais nada a fazer a não ser esperar pela derrota inevitável. Na continuação, e como está comentado na própria partida, o simples 17...Bh5 resolve, além de haver outras alternativas que ainda mantinham as negras melhor no jogo. E o pior: mesmo após o terrível 17... Dd7??? as negras ainda tem, no mínimo, o empate.
    Seguindo o conceito que todos nós, quando somos introduzidos na prática do xadrez, aprendemos (nunca espere um erro de seu adversário, procure sempre os melhores lances numa posição, evitando criar armadilhas que enfraquecem a nossa própria posição), não posso admirar estas partidas.
    Porém, quero parabenizar o dono deste blog, pois, com exceção desta matéria, todas as outras que já tive oportunidade de ler são muitíssimo interessantes e bem escritas!

    ResponderExcluir
  3. Nem todos têm a sabedoria para ENTENDER as coisas mais simples da vida.

    Com todo respeito Giordano, isto pode ser indício de esquizofrenia. Falo pro seu bem. Apeser que creio que você já trabalhe na área da saúde.

    Perder todo este tempo, digitou tantas linhas, analisou profundamente e .... Não compreendeu o fio da meada.

    Parabéns ao blog "CAPIVARANDO E PERUANDO" e ao tópico "Tal Laroca : Deschapelado e perigoso !". Nota 10!

    Relaxemos e levemos a vida de forma mais saudável...

    ResponderExcluir
  4. Giordano, obrigado pelos elogios e sugiro que leia primeiro
    http://capivarando.blogspot.com.br/2011/08/miniatura-da-semana-o-tal-de-laroca.html e depois click na tag "Tal Laroca"(sim, Tal Laroca tem uma tag aqui no blog só pra ele :D) e veja se consegue pegar o "fio da meada" como o Aloisio falou!

    Deus queira que, se conseguir chega na idade de Laroca, eu tenha o bom humor e a energia mental dele.

    ResponderExcluir
  5. Não uso chapeu estiloso como o do nosso herói "Tal Laroca", mas mesmo assim tiro o meu para os três (Laroca, Marcius e Aloisio).

    Muito bom ver nos dias de hoje alguém jogando como Tal. E o que importa se o sacrificio é correto?

    Parabéns Laraoca pela coragem, força e vitalidade.

    Lima Jr.

    PS.: Espero que não seja eu uma próxima vítima sua.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...